Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Outro Sentido

Outro Sentido

Raízes

"Os Estados Unidos adoram a ideia da imigração, que é o fundamento do sonho americano - um pobre diabo que chega a estas paragens com uma mala de cartão pode tornar-se milionário -, mas detestam os imigrantes. Esse ódio, de que foram vítimas escandinavos, irlandeses, italianos, judeus, árabes e outros imigrantes, é pior contra as pessoas de cor, e em especial contra os hispânicos, porque são muitos e não há maneira de os deter".

 

In, A soma dos dias, Isabel Allende, 2007.

Do amor aos livros

biblio.jpg

Na biblioteca da universidade vagueava por entre as estantes, por entre os milhares de livros, inspirando o odor bafiento a couro, tecido e papel ressequido como se fosse um exótico incenso. Por vezes parava, tirava um volume de prateleira e segurava-o um instante com as suas mãos grandes, que eram tomadas por um formigueiro perante essa sensação ainda nova da lombada, da capa cartonada e das folhas de papel que se lhe ofereciam sem resistência. Depois, folheava o livro, lendo um parágrafo aqui e ali, os seus dedos hirtos virando páginas cuidadosamente, com medo de, desajeitados, rasgarem e destruírem aquilo que tinham descoberto com tanto esforço.

John Williams, in Stoner.

Amorosamente

museu nacional do Traje

 [No jardim do museu Nacional do Traje]

Para durar muito, qualquer amor precisa de alguém que o veja e reconheça, que lhe dê valor, caso contrário corre o risco de ser confundido com um mal entendido.

Paolo Giordano, in Negro e prata.

A relevância das primeiras linhas de um livro

De acordo com o jornal que José folheou ao pequeno-almoço, no café perto de sua casa, aquele sábado seria o dia mais quente do ano até à data. A primavera de Lisboa tranvestia-se de verão e os seus habitantes mostravam os ombros e os dedos dos pés, deixavam.se aquecer pela transbordante luz branca, paravam a olhar a largura do rio, atravessavam a ponte de carro e estreavam-se nos areais atlânticos com sentido de merecimento - afinal, o inverno fora longo e espesso como nevoeiro no cais, tão untuoso que, naquela manhã de céu irrepreensivelmente liso, sem farrapos de nuvens ou uma suspeita de vento, pareceu a José que todos os seres da cidade saíam, por fim, da letargia mofenta da toca e que o sol inesperadamente forte antecipara as mudanças no metabolismo dos animais.

Hugo Gonçalves, in O caçador de Verão.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

The New Yorker

Frida Kahlo

Small things

Wise Words

canto de leitura

Your house

Flower Power

Odeio o acordo ortográfico

License

Licença Creative Commons
obra licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.