Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Outro Sentido

Outro Sentido

Sem terra

O jornal Folha de São Paulo publicou hoje (24/08) uma fotografia actual da jovem trabalhadora rural sem terra, que há dezesseis anos foi retratada por Sebastião Salgado, tornando-se a capa do livro Terra. Actualmente, a jovem Joceli Borges tem 21 anos de idade e continua uma trabalhadora rural desterrada. A célebre fotografia foi feita em 1996, num acampamento em Rio Bonito do Iguaçu, no Paraná. Na época, Salgado dedicou o livro às milhares de famílias de brasileiros sem terra que sobrevivem em acampamentos improvisados à beira da estrada.

 

Sapateados, músicas, inocências e outras cenas.

Gene Kelly, nascido que foi em 23 de Agosto de 1912, teria completado ontem 100 anos. A notícia que o refere faz-se acompanhar por vários instantes familiares de filmes que vi e revi em miúda e que me ocuparam tardes de domingo e noites de Natal, em longas sessões de histórias a preto e branco ou technicolor, cenas de sapateado alucinantes, vozes maravilhosas e ambientes de glamour, romance e humor tão próprios dos filmes daquela época. Sei de cor as canções, lembro-me dos pormenores de cada dança, recordo-me das cenas que já esperava porque as sabia especiais.

E assim, ali, entre o jornal das nove e a taça de cereais, cai-me no colo a evidencia súbita da brevidade da vida. Eu vi todos aqueles filmes e, no entanto, os seus actores, realizadores e produtores já cá não estão, teriam cem anos.

O cinema mudou radicalmente e por muito que, aqui e acolá, se tente ainda repescar os musicais, dando-lhes novas cores e efeitos, a verdade é que a era dos filmes cantados e dançados já foi e tira-los do seu tempo dourado dando-lhes novas roupagens é - salvo raras e honrosas excepções onde incluo o Moullin Rouge e nada mais - um fiasco monumental.

Naquele tempo, a expectativa do filme era outra, a lógica do filme era outra, a estrutura, as personagens, o enredo, o guarda roupa, os diálogos, tudo era diferente. E eu, que me vejo encurralada entre duas eras, tenho a sensação estranha de que aqueles filmes - dos quais os meus sobrinhos jamais ouvirão falar e com os quais não perderão dez segundos do seu tempo - eram, na verdade, filmes maravilhosos onde até a sedução ou a sensualidade tinham o seu lugar próprio, feito de subtilezas que dizem tudo e não mostram nada e onde um ataque de mau feitio que partia a loiça toda, aparecia no ecran com um vestidinho branco, mangas de balão e rendas em confronto com uma gravata toda arrumadinha e composta.

[Do céu caiu uma estrela com James Stewart era o típico filme de Natal]

Em casa

[Vogue Itália, 1992, Fotografo: Steven Meiseil, Modelo: Linda Evangelista]

"Não falou Blimunda, não lhe falou Baltasar, apenas se olharam, olharem-se era a casa de ambos".


Memorial do Convento, José Saramago.

Tive uma relação difícil com este Memorial, feita de muitos avanços e recuos, recomeços e abandonos. À quinta foi de vez, agarrei-o com espírito de missão e não ficou página por ler ... ou quase. Sobra uma sensação estranha de lindo e chato mas fica também o espaço possível a novas leituras do Nobel que até agora me tem sido ingrato.

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

The New Yorker

Frida Kahlo

Small things

Wise Words

canto de leitura

Your house

Flower Power

Odeio o acordo ortográfico

License

Licença Creative Commons
obra licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.