Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Outro Sentido

Outro Sentido

GLEE mania

O coro - o verdadeiro - que inspirou a produção da série GLEE.

Ladies & Gentlemen, the John Burroughs Powerhouse.

Foram de visita ao Oprah Show e sairam-se assim.

Estes meninos são estudantes e ensaiam rigorosamente todos os dias, com o empenho e a concentração próprios dos atletas de competição.

As actividades, os espectáculos e as despesas com material, instrumentos e guarda-roupa são apoiados pela angariação de fundos que os próprios lutam por arranjar.

Uma pesquisa no You Tube com "John Burroughs Powerhowse" é uma viagem alucinante por aquilo que um coro de escola pode fazer.

 

A visitinha à Oprah associada à dedicação e esforço, valeu-lhes um piano novo e um cheque chorudo de apoio às actividades do grupo [por essa altura eu abri a torneirinha e a gaija insuportável que há em mim desata a lacrimejar face ao entusiamo e incredulidade de um grupo de miúdos excepcionais que vê recompensado o esforço e a paixão pela música. Às vezes nem eu me suporto!]

Esta série é a loucura

 

Descobri-a este fim-de-semana.

Uma família muito moderna é a série mais hilariante que roda actualmente na TV, mais precisamente, na Fox Life.

 

Ontem ri-me à gargalhada com seis episódios gravados e agora só espero que continue e que não seja mais uma que pára a meio.

 

Recomenda-se - só a genealogia da coisa, já dá para perceber o que daqui pode sair.

 

[PS: Loba é daquelas em que ficas a rir-te sozinha no sofá, aconteceu comigo]

 

[mais aqui]

Se

"

Se eu pudesse guardar

as gotas do mar

que vi brilhar

nos teus olhos,


guardava aquele encanto

para enfeitar meu porto

na hora do adeus.

 

"

 

Marisa Monte

Entusiasmo

Vi há pouco no Dias úteis a afirmação de que é maravilhoso este dom da vida e tudo o que nela cabe .

 

Estou acabadinha de chegar de um almoço de trabalho onde fui acertar detalhes para um desafio profissional de alguns meses.

 

Sim, porque o trabalho, às vezes, também é uma coisa boa da vida, o reconhecimento do esforço e do empenho, a vontade de fazer mais e melhor, a humildade da aprendizagem contínua, o interesse do mundo e das coisas, o alargar de horizontes a outras formas gestão laboral e a outros princípios que se podem importar, deixando uma marca, também nossa, plantada ali, daquele lado.

 

Não vou ter férias, é certo, e sei que me vão fazer falta mas, em contrapartida, vejo-me ali sentada ao almoço com um grupo de pessoas que me chama novamente para colaborar com elas depois de o ter feito há dois anos atrás e penso com os meus botões que alguma deve ter corrido bem.

É bom.

Ouço a descrição do que me espera e antecipo o que poderei acumular ao meu acervo.

 

É-me dito que o file que deixei na rede foi mantido pela organização temática e fartura de informação mas que terei de digerir novas políticas e novos colaboradores, que irei trabalhar em novos projectos, alguns de gestão, porventura, difícil.

 

Às vezes convém olhar para estas coisas que são feitas de trabalhos e trabalheiras, noites em que falham as necessárias horas de sono, fins-de-semana e férias que não o vão ser e ver, ainda assim, o outro lado, o tal do enriquecimento pessoal que é útil e nos faz crescer.

 

Às vezes, a vida sabe assim ... a pastilha elástica de canela, intensa e entusiasmante.

Zona "J"

Parabéns!

Nunca a vi dirigir um concerto mas ouvi-a em entrevista há alguns meses atrás, no Fé e Justiça em Lisboa, juntamente com o Padre Tolentino Mendonça e o Ricardo Araújo Pereira.

Há na Joana Carneiro uma candura que vive em harmonia com a perseverança, características que fazem transparecer uma força de alma muito peculiar.

Pág. 1/5

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

The New Yorker

Frida Kahlo

Small things

Wise Words

canto de leitura

Your house

Flower Power

Odeio o acordo ortográfico

License

Licença Creative Commons
obra licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.